Arquivo da tag: cybercrime

Lançada coleção “Investigação Criminal Tecnológica”

O delegado de polícia Higor Vinicius Nogueira Jorge lançou a coleção “Investigação Criminal Tecnológica”, dividida em dois volumes.

O volume 1 aborda alguns procedimentos práticos de investigação criminal tecnológica, incluindo aspectos essenciais sobre infiltração virtual de agentes na rede mundial de computadores, informações sobre Uber, WhatsApp, Facebook, Twitter, Netflix, PayPal, Ebay, OLX, bem como ferramentas para investigação em fontes abertas e modelos de requisição, auto de materialização de evidências eletrônicas, representação de afastamento de sigilo eletrônico e relatório de investigação.

O volume 2 oferece informações sintéticas sobre inteligência de Estado e Segurança Pública, incluindo informações sobre a história da inteligência no Brasil e no mundo, conceitos relacionados com Inteligência, Contrainteligência, Elemento Operacional, Doutrina Nacional de Inteligência de Segurança Pública, Metodologia da Produção do Conhecimento e Análise de Vínculos, técnicas de investigação, Recognição Visuográfica do Local do Crime, fontes abertas para o combate à corrupção, drones na segurança pública, equipamentos eletrônicos, além das leis brasileiras que tratam da investigação criminal e da inteligência (conforme edital do concurso da Abin).

Os livros podem ser adquiridos por um preço promocional no endereço http://www.brasport.com.br/informatica-e-tecnologia/seguranca/higor-jorge/.

Insira o código HIGORJORGE no carrinho para obter um desconto de 30% na aquisição dos livros, que também podem ser adquiridos no preço promocional individualmente.

As obras foram pré-lançadas na Espanha, Portugal e Alemanha e podem ser encontradas nas melhores livrarias do país.

O autor é Delegado de Polícia da Polícia Civil do Estado de São Paulo, professor da Academia de Polícia da Polícia Civil do Estado de São Paulo e da Unidade de Ensino e Pesquisa (UEP) da Academia de Polícia de São José do Rio Preto, titular da cadeira 30 da Academia de Ciências, Artes e Letras dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo, membro da Associação Internacional de Investigação de Crimes de Alta Tecnologia (HTCIA), professor de inteligência cibernética da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) – Ministério da Justiça, professor da pós-graduação em Direito Digital e Compliance do Damásio Educacional e da especialização da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra. Em 2017 recebeu Moção de Aplausos da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo e de diversas Câmaras dos Vereadores, foi escolhido na categoria “Jurídica” entre os melhores Delegados de Polícia do Brasil pelo Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social e contemplado com a Bolsa Arthur Troop da International Police Association (IPA), representando o continente americano em seminário sobre drones e segurança pública no Centro Internacional de Conferências IBZ Schloss Gimborn, na Alemanha.

Investigação Criminal Tecnológica – Volumes I e II – Higor Vinicius Nogueira Jorge – http://www.brasport.com.br/informatica-e-tecnologia/seguranca/higor-jorge/

Delegado de Polícia participa de seminário na Alemanha

O Delegado de Polícia, Higor Vinicius Nogueira Jorge, participou do Seminário “Drones : modalidades de uso, possibilidades técnicas e aspectos jurídicos de um novo instrumento de trabalho para a polícia “, entre os dias 24 e 28 de setembro de 2018, no Centro Internacional de Conferências IBZ Schloss Gimborn, na Alemanha. O Delegado  foi contemplado com a Bolsa Arthur Troop ( ATS), da Associação Internacional de Polícia (IPA), representando os policiais do continente americano.

O evento aconteceu na cidade de Colônia e destacou a utilização de drones na investigação e na prevenção de crimes.

Higor Jorge ministrou aulas sobre investigação criminal tecnológica e a utilização de fontes abertas na elucidação de delitos.
Notícia publicada no site da Polícia Civil do Estado de São Paulo: https://www.policiacivil.sp.gov.br/portal/faces/pages_home/noticias/noticiasDetalhes?contentId=UCM_042456&collectionId=358412565221030881&rascunhoNoticia=0&_afrLoop=328529757489892&_afrWindowMode=0&_afrWindowId=null

“Não basta investir em tecnologia se não há conscientização do usuário de internet”, diz delegado Higor Jorge

Nos últimos dias sites de inúmeras esferas da administração pública passaram a sofrer ataques, inicialmente originados do grupo conhecido como LulzSec, que recentemente teria praticado ataques contra os sites da CIA, FBI, Sony e Nintendo.
No Brasil este grupo tornou sites indisponíveis, desconfigurou outros sites e divulgou informações confidenciais sobre pessoas, incluindo com logins e senhas das vítimas. Outros grupos passaram a promover as ações semelhantes, dentre os coletivos Fatal Error Crew, Fail Shelleles, FIREH4CK3R e Havittaja.

Dentre os sites que sofreram essas ações constam o site da Receita Federal, IBGE, Presidência da República, Universidade de Brasília, Senado, Agência Brasileira de Inteligência, dentre outros.
Para explicar sobre essas questões conversamos com o delegado de polícia Higor Vinicius Nogueira Jorge, que é professor da Academia de Polícia e especialista na investigação de crimes cibernéticos.

Para iniciar, em razão dos recentes ataques praticados contra sites do governo muitos têm afirmado que esses sites eram muito vulneráveis? Qual a sua opinião?
Eu acho complicado julgar a intensidade das vulnerabilidades existentes nestes sites, até mesmo por que não tive acesso a informações sobre cada um deles, porém posso dizer que é muito difícil falar em sites ou servidores absolutamente seguros e sem falhas. Todas as pessoas que utilizam a internet devem ter consciência das vulnerabilidades e riscos que envolvem o acesso a ela.

O que é ataque DDoS?
O ataque DDoS ou de n Continue lendo “Não basta investir em tecnologia se não há conscientização do usuário de internet”, diz delegado Higor Jorge

Crime cibernético não é sinônimo de impunidade – Conjur

Por Higor Vinicius Nogueira Jorge

Muitos imaginam que violência signifique unicamente agressão física contra outras pessoas, mas se esquecem que pode ser produzida de forma diferente. Um exemplo é a agressão moral e mais recentemente esse tipo de ofensa praticada por instrumentos eletrônicos (ou cibernéticos).
Independente do tipo de agressão, quando se torna reiterada, pode tratar-se do denominado bullyng, uma palavra originada da língua inglesa que significa valentão e se caracteriza pela prática de agressões físicas ou psicológicas de forma habitual, traumática e prejudicial as vítimas.
Mais recentemente surgiu o cyberbullyng que consiste no mesmo tipo de agressão, porém praticada de forma eletrônica (o Continue lendo Crime cibernético não é sinônimo de impunidade – Conjur

Hackers: ameaça ou proteção para a segurança da informação?

No auge da Guerra Fria, que se caracterizava pelo antagonismo entre Estados Unidos e União Soviética, pesquisadores militares norte-americanos estudavam a criação de um sistema de comunicações entre os órgãos do governo que fosse pouco vulnerável. A idéia era que computadores ficassem interligados e descentralizados e, caso algum deles fosse destruído pelos inimigos, os demais continuariam a funcionar normalmente. Em 1969 criaram a ARPAnet que interligava grandes universidades do país.
No início da década de 90 o Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire (CERN) criou o Word Wide Web (www) com o objetivo de padronizar a difusão de documentos. A partir deste período começa a ocorrer a exploração comercial da internet e este instrumento, cada vez mais, passa a fazer parte do cotidiano das pessoas, de uma forma geralmente positiva, mas algumas vezes criando riscos, temores e prejuízos.
Neste sentido certas ações, consideradas prejudiciais aos usuários de computadores, passaram a ser deflagradas por pessoas com os mais diversos interesses.
Surgem os vírus, as invasões de sistemas e outras ações consideradas danosas aos usuários de computadores.
Algumas destas condutas, em razão de serem previstas no Código Penal, são con Continue lendo Hackers: ameaça ou proteção para a segurança da informação?